ANPM

AUTORIDADE NACIONAL DO PETRÓLEO E MINERAIS TIMOR-LESTE

Ser uma autoridade reguladora líder na região, nos setores do petróleo e dos minerais e um modelo para o desenvolvimento institucional em Timor-Leste.

ANPM

Relatório Anual de 2013

Mensagem do Presidente

 

“2013 foi mais um ano cheio de eventos para a ANPM. Foram feitos progressos significativos para construir capacidades de forma a lidar com questões operacionais emergentes e promover o envolvimento ativo com a indústria e as partes interessadas governamentais”

O ano em análise
2013 foi mais um ano cheio de eventos para a ANPM. Foram feitos progressos significativos para construir capacidades de forma a lidar com questões operacionais emergentes e promover o envolvimento ativo com a indústria e as partes interessadas governamentais. O nosso trabalho de revisão de políticas, iniciativas e capacidades-chave continuou como prioridade alta, para garantir que continuam a ser relevantes no nosso ambiente de trabalho em rápida mudança.

Como nova organização, a ANPM adota uma abordagem pró-ativa para regular as atividades de petróleo e gás na Área de Timor-Leste (TLA) e na Área Conjunta de Desenvolvimento do Petróleo (ACDP) no Mar de Timor. Esta abordagem permitiu-nos estabelecer não apenas uma melhor compreensão da indústria, mas também uma confiança como parceiros na indústria. Esta interação positiva, juntamente com o nosso compromisso, permitiu a execução de muitos dos programas em 2013.

Revisão dos Regulamentos
A nossa tentativa de rever os regulamentos para a exploração de petróleo e gás não só na ACDP, mas também na TLA, resultou na identificação de áreas para melhoria e estabelecimento de Projetos de Regulamento. Este continuará a ser um grande empreendimento em 2014, até que seja estabelecido um novo regulamento.

Explorando os Potenciais
Apesar do abandono das áreas de contrato, para manter o ritmo da atividade de exploração, foi concedido um novo Contrato de Compartilhamento de Produção na Área Conjunta de Desenvolvimento Petrolífero. Esta nova área está dentro da proximidade de descobertas de petróleo existente. O programa de exploração examinará prospetivamente a área que é predominantemente uma área de descoberta de petróleo.

Produção
Os dois campos de produção existentes na Área Conjunta de Desenvolvimento Petrolífero revelam um declínio na produção líquida. O campo de Kitan mostra um declínio mais acentuado na produção, tendo, contudo, sido feitas várias perfurações, para manter a produção em ambos os campos. Com o declínio na produção líquida, a produção de gás no campo de Bayu Undan tornou-se uma grande fonte de receita para os governos e os empreiteiros.

Foco na saúde, na segurança e no meio ambiente (HSE)
HSE continua a ser primordial em todos os aspetos do nosso trabalho. As instalações de envelhecimento exigem planos adequados de manutenção para garantir a integridade da instalação, de forma a continuar uma operação segura. As nossas inspeções regulares, juntamente com auditorias e observações, levantam importantes conclusões que exigem ações corretivas dos operadores contratuais. As ações são cuidadosamente seguidas, para assegurar que elas estejam fechadas. Nos campos, a maioria dos incidentes relatados foram pequenas falhas e os primeiros socorros, os tratamentos médicos e casos de dever restrito foram marginais, sendo o mais importante o facto de não haver fatalidades relacionadas com o trabalho em 2013. Houve impactos mínimos para a saúde dos trabalhadores como consequência direta do trabalho. Os processos e o meio ambiente têm sido um testemunho de interações e cooperação continuamente aprimoradas entre os contratados e a autoridade, na aplicação da estrutura de gestão aplicável.

Gerindo o downstream
Com base na realização de 2012, em 2013 dois regulamentos para a parte a jusante foram estabelecidos, tendo-se revelado eficazes para regular esta indústria. O envolvimento com as partes interessadas a jusante em Timor-Leste, para aumentar a sensibilização para as necessidades das atividades a jusante, tem sido um foco para encontrar caminhos para uma melhor implementação dos regulamentos a jusante.

Jornada em 2014
À medida que a ANPM prepara a sua jornada para o seu sexto ano de existência em 2014, espera-se que haja mais desafios pela frente. A ANPM continuará empenhando-se na busca da excelência, no desenvolvimento de padrões de competências da indústria para o seu pessoal e na estreita colaboração com as principais partes interessadas, de forma a gerir e salvaguardar a exploração de petróleo e gás em Timor-Leste e na ACDP, bem como a assegurar a melhoria gradual da aplicação do quadro de governação a jusante no país para o benefício de todas as partes.

Gualdino da Silva
Presidente
Autoridade Nacional do Petróleo e Minerais de Timor-Leste

Relatório Anual da ANPM de 2013. Para descarregar, clique aqui.