ANPM

AUTORIDADE NACIONAL DO PETRÓLEO E MINERAIS TIMOR-LESTE

Ser uma autoridade reguladora líder na região, nos setores do petróleo e dos minerais e um modelo para o desenvolvimento institucional em Timor-Leste.

ANPM

Cerimónia de Assinatura do Programa de Formação Profissional em Eletricidade e Instrumentação

Para dar início a um sustentável Programa de Formação Profissional em Eletricidade e Instrumentação com o Centro Nacional de Emprego e Formação, o CNEFP-Tibar irá formar 40 timorenses selecionados e 6 formadores

Hoje, numa cerimónia em Tibar, o Governo de Timor-Leste assinalou um importante evento, através da Secretaria de Estado para a Política de Formação Profissional e Emprego (SEPFOPE), em conjunção com a ConocoPhillips e os seus parceiros em empreendimentos conjuntos Bayu-Undan, bem como com as organizações implementadoras Cegelec Oil & Gas e CNEFP-Tibar. Um Memorando de Entendimento (MdE) e os associados Acordo de Implementação e Acordos de Financiamento foram então assinados, estabelecendo-se, assim, o começo de um programa-piloto de formação profissional para 40 timorenses selecionados.

O programa-piloto de formação profissional foi desenvolvido após um ano de colaboração com o Governo de Timor-Leste e irá fornecer especialização em competências nas áreas da Eletricidade e da Instrumentação a 40 formandos timorenses. Existirá ainda uma componente de desenvolvimento de competências de seis formadores timorenses dedicados do CNEFP-Tibar, os quais trabalharão em parceria com os formadores internacionais da Cegelec Oil & Gas ao longo do programa, com o intuito de assegurar transferência de competências e um programa sustentável a longo prazo. O programa é financiado pelo Empreendimento Conjunto Bayu-Undan sob um esquema de custos recuperáveis.

“Em nome das entidades financiadoras do programa, do Governo de Timor-Leste, através da Secretaria de Estado para a Política de Formação Profissional e Emprego, da ConocoPhillips e do Empreendimento Conjunto Bayu-Undan, eu gostaria de expressar a minha mais elevada apreciação pelo enorme trabalho árduo e pela colaboração, a fim de concretizar o programa.”

“Nós estamos muito satisfeitos por trabalhar com representantes da Secretaria de Estado para a Política de Formação Profissional e Emprego e com a Autoridade Nacional do Petróleo e Minerais (ANPM), no sentido de colaborativamente selecionar um programa que se alinha com as prioridades de Timor-Leste. As suas contribuições, a sua orientação e o seu apoio foram extremamente benéficos para a finalização do desenho do programa e, especificamente, para o estabelecimento dos enquadramentos necessários para o programa de formação assinado hoje.”

“A ANPM está comprometida em trabalhar continuamente com as empresas do petróleo e gás e com os fornecedores de serviços que operam na sua jurisdição, a fim de maximizar as oportunidades dos timorenses para desenvolverem competências que lhes permitam, um dia mais tarde, trabalhar na indústria do petróleo e gás, assim como em muitas outras indústrias,” afirmou Gualdino da Silva, Presidente da ANPM.

A Vice-Presidente da ConocoPhillips Australia, Kayleen Ewin, esteve em Díli para esta cerimónia de assinatura e partilhou as suas ideias sobre o programa proposto: “A ConocoPhillips orgulha-se do papel que desempenha no apoio ao desenvolvimento do povo de Timor-Leste e estamos muito entusiasmados com este programa, o qual almeja contribuir para a diversificação da mão de obra, bem como para o desenvolvimento de competências em Timor-Leste.”

O programa-piloto de formação profissional localizar-se-á nas instalações do CNEFP-Tibar e será implementado pela Cegelec Oil & Gas, uma empresa francesa. A Cegelec Oil & Gas irá cooperar em estreita ligação com o CNEFP-Tibar, sob a supervisão da SEPFOPE e todas as partes irão trabalhar de forma colaborativa dentro da estrutura de gestão estabelecida para o programa de formação.

“Nós agradecemos à ConocoPhillips e ao Empreendimento Conjunto Bayu-Undan pela possibilidade de trabalharmos em conjunto neste programa de formação. Acreditamos que esta constitui uma oportunidade excelente para nacionais timorenses selecionados aprenderem competências que lhes irão permitir trabalhar nas mais diversificadas indústrias. Gostaríamos igualmente de agradecer à Comissão Conjunta da ACDP, que representa os Governos de Timor-Leste e da Austrália, pelo seu apoio na disponibilização de esforços constantes no emprego e na formação de nacionais timorenses e dos residentes permanentes nas atividades relacionadas com a ACDP”, afirmou Ilídio da Costa Ximenes, Secretário de Estado da Política de Emprego e Formação Profissional.