ANPM

AUTORIDADE NACIONAL DO PETRÓLEO E MINERAIS TIMOR-LESTE

Ser uma autoridade reguladora líder na região, nos setores do petróleo e dos minerais e um modelo para o desenvolvimento institucional em Timor-Leste

ANPM

Formandos timorenses asseguram lugares no Programa de Formação Profissional em Eletricidade & Instrumentação de 2019 – Formação Global de Níveis 1 & 2

COMUNICADO DE IMPRENSA

Formandos timorenses asseguram lugares no Programa de Formação Profissional em Eletricidade & Instrumentação de 2019 – Formação Global de Níveis 1 & 2

Hoje, no Centro Nacional de Emprego e Formação Profissional (CNEFP), a ConocoPhillips e os seus parceiros, juntamente com o Governo de Timor-Leste, através da Secretaria de Estado Para a Formação Profissional e Emprego (SEPFOPE) e a Autoridade Nacional do Petróleo e Minerais (ANPM), e ainda os parceiros implementadores Cegelec Oil and Gas e CNEFP Tibar deram as boas-vindas a 30 (trinta) formandos timorenses no Programa de Formação Profissional em Eletricidade e Instrumentação de 2019, com uma Formação Global de Níveis 1 e 2.

No seguimento da implementação bem-sucedida do programa de 2018, que assistiu à integração dos primeiros 18 (dezoito) formandos timorenses em vagas e empregos na indústria, as partes concordaram realizar um segundo programa de 12 (doze) meses, composto por 3 (três) meses de teoria e 9 (nove) meses de prática em ambas as áreas disciplinares, que teve início hoje no CNEFP Tibar.

O segundo grupo de formandos foi selecionado a partir de um conjunto de mais de 600 (seiscentos) candidatos das mais variadas universidades e áreas disciplinares, após uma ampla campanha publicitária por todo o país. Muitos dos jovens timorenses participaram num extenso processo de seleção tendo 30 (trinta) jovens sido selecionados para participar no programa do curso de formação fundacional de 3 meses.

O programa foi concebido para fornecer aos jovens timorenses a oportunidade de ganharem competências e conhecimento técnico valioso na manutenção em Eletricidade e Instrumentação. O programa-piloto de dois anos foi financiado pela ConocoPhillips e pelos parceiros de Bayu-Undan através do Projeto de Conteúdo Local de Custos Recuperáveis.

O Diretor Nacional da ConocoPhillips de Timor-Leste, José Lobato Gonçalves, afirmou que “os Parceiros de Bayu-Undan ficaram muito satisfeitos com o sucesso na realização do primeiro programa de formação profissional, visto que todos os formandos foram empregados ou conduziram estágios em organizações locais.”

“Temos muito prazer em apoiar um segundo programa em 2019. Em nome dos parceiros de Bayu-Undan, desejamos a todos os formandos muito sucesso no próximo programa.”

Em representação do Presidente da ANPM, o Sr. Fernando da Silva indicou que “dá formalmente as boas-vindas aos formandos timorenses bem-sucedidos, congratula cada um deles por ter sido selecionado para integrar o programa de formação e expressa ainda a sua apreciação à ConocoPhillips e aos parceiros pelo compromisso e pela cooperação contínua ao segundo grupo do programa, através do Projeto de Conteúdo Local de Custos Recuperáveis de Bayu-Undan.”

“A ANPM, em nome do Ministério do Petróleo e dos Recursos Minerais, assumiu o compromisso de trabalhar conjuntamente com as empresas de petróleo e gás e com os fornecedores de serviços e todas as partes relevantes, de forma a criar mais oportunidades para preparar melhor os timorenses selecionados, com o intuito de adquirirem as competências importantes bem como o conhecimento necessário para um futuro emprego na indústria do petróleo e gás e noutras indústrias em que possam surgir oportunidades.”

“Aos estudantes, desejo o melhor nos vossos estudos e que assegurem uma conclusão dos mesmos com êxito, visto ser uma oportunidade rara no nosso país,” declarou o Sr. da Silva.

S.E. Sr. Julião da Silva “aprecia muito este programa, visto que o mesmo prepara os timorenses para os Padrões de Formação Internacional, os quais são requeridos tanto nos mercados de trabalho nacionais como internacionais.”

Sua Excelência expressou o seu apreço pela enorme cooperação entre a Autoridade Nacional do Petróleo e Minerais (ANPM), a ConocoPhillips, a Cegelec Oil and Gas e o Centro Nacional de Emprego e Formação Profissional (CNEFP) por avançar para esta segunda fase do programa de Formação Profissional em Eletricidade e Instrumentação de Níveis 1 e 2. Sua Excelência salientou a importância de promover e encorajar mais programas de formação semelhantes, para fornecer outras oportunidades de formação acessíveis e sustentáveis, para cada vez mais timorenses com base nas necessidades da indústria. Este é considerado um projeto-piloto que poderia potencialmente ser alargado a outros setores e indústrias.”

 _FIM_